Chaimites voltam ao Terreiro do Paço

536

Volvidos 46 anos sobre a Revolução, dois chaimites voltam ao Terreiro do Paço, sob o comando do ator Tomás Alves, no papel de Salgueiro Maia, para a rodagem do filme de Sérgio Graciano, que conta a vida do capitão de Abril.

As filmagens de “Salgueiro Maia – O Implicado” foram retomadas há cerca de duas semanas, depois de mais de dois meses paradas devido à pandemia covid-19, tendo sido gravada, no domingo, uma das cenas emblemáticas do 25 de Abril, quando os blindados, vindos de Santarém, montaram cerco aos ministérios, no Terreiro do Paço, em Lisboa.

Fernando Salgueiro Maia nasceu em Castelo de Vide, em 1944, fez campanhas militares em Moçambique e na Guiné-Bissau, tendo ascendido ao posto de capitão, em 1971.

Como delegado da Arma de Cavalaria, fez parte da Comissão Coordenadora do Movimento das Forças Armadas (MFA).

Em 25 de Abril de 1974, comandou a coluna militar que, partindo da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém, ocupou a Praça do Comércio e cercou o Quartel do Carmo, em Lisboa, levando à rendição do então presidente do Conselho, Marcello Caetano, e à definitiva queda da ditadura do Estado Novo.

Morreu a 03 de abril de 1992, aos 47 anos.

“Salgueiro Maia – o Implicado” é coproduzido com a RTP e a colombiana 11:11 Films & Tv e tem apoios do Instituto do Cinema e do Audiovisual, do Turismo de Portugal e da Câmara Municipal de Lisboa.

Fonte: LUSA / Imagem: DR